Sexo: Ter intimidade com o seu parceiro pode satisfazer diversas necessidades psicológicas

Todo mundo sabe que sexo faz bem para a saúde, assim como uma taça de vinho ou um chocolate de boa qualidade.

Agora, falando seriamente… mesmo… essas três coisas podem realmente trazer benefícios incríveis para sua saúde, tanto física quanto mental. Não acredita? Abaixo você confere sete argumentos reais que vão convencer você, definitivamente, a fazer mais sexo… e ser muito mais saudável.

  1. Sexo reduz estresse.

O estresse é resultado de uma série de fatores psicológicos que afetam pessoas diferentes de maneiras diferentes. Causa problemas de saúde que podem ser tão simples quanto leves dores de cabeça, insônia e tensão muscular ou complexos como depressão clínica e problemas imunológicos.

Pesquisas indicam que ter um relacionamento próximo com seu parceiro (tanto do ponto de vista emocional quanto do ponto de vista físico) pode reduzir os níveis de estresse e ansiedade. O ato sexual e sua consequente intimidade física ajudam a liberar uma série de substâncias químicas no cérebro. As dopaminas são importantes para promover maior capacidade de concentração, aumentar a motivação e promovem a sensação de recompensa após uma atividade que o cérebro interprete como trabalho. As Endorfinas são ótimas no combate a dores e estresse. A Ocitocina é conhecida como “hormônio da compaixão”. Não é à toa que o sexo é considerado um antidepressivo natural.

Além disso, cientistas indicam que o orgasmo provoca a liberação de prolactina, um hormônio que provoca a sensação de relaxamento e, em grandes quantidades, até de leve sonolência. É exatamente por isso que o relaxamento muscular e uma consequente soneca posterior são reações normais após um orgasmo.  Um estudo recente verificou um aumento no número de células presentes no hipocampo (responsável pela regulagem dos níveis de estresse) em indivíduos que fizeram sexo todos os dias pelo período de duas semanas. Em outro estudo, essa frequência sexual levou à redução da pressão arterial alta em indivíduos com problemas de pressão relacionados ao estresse.

  1. Sexo melhora a autoestima

Um velho ditado diz que sexo é como comida: só causa preocupação quando você não tem acesso a níveis satisfatórios. É a mais pura verdade: quando o assunto é sexo não se trata de quantidade, mas de qualidade. Especialmente após um determinado momento da vida. Mas a completa ausência de sexo sempre é prejudicial – ela pode levar a sentimentos de angústia, dúvida e inadequação.

Na cultura atual há muita pressão para manter-se uma vida sexual ativa. Na verdade, é quase um estigma ter uma vida sexual mínima ou não existente. Partindo desse pressuposto, é fácil entender como o mero ato sexual, ainda que de maneira casual, possa levar uma pessoa a se sentir menos pressionada e melhorar sua autoestima. Além disso, terapeutas especializados em casais e problemas maritais concordam que casais que fazem sexo mais frequentemente têm melhor autoestima.

  1. Sexo aumenta os níveis de intimidade

Relacionamentos nem sempre são fáceis. Ninguém está completamente imune às pressões do trabalho e vida adulta em geral. Algumas vezes, por qualquer motivo que seja casais simplesmente não têm tempo de fazer sexo. Isso pode ser o início de um círculo vicioso muito perigoso. Você – ou seu parceiro – não está afim de sexo e isso provoca uma sensação de ressentimento (consciente ou não). Esse ressentimento vai crescendo mais e mais e aumentando a distância entre o casal. E conforme a distância aumenta, o desejo sexual diminui… até sumir completamente.

Isso pode parecer óbvio, mas é importante lembrar que a frequência e a qualidade do sexo entre você e seu parceiro têm grande impacto sobre a qualidade do relacionamento. A maior intimidade permite uma conexão emocional mais profunda. Inclusive porque hormônios que provocam sensações positivas são liberados durante o sexo, causando, por sua vez, um círculo positivo. Então intimidade e o desejo sexual crescem na mesma medida.

  1. Faz você se sentir mais inteiro

Todos nós temos necessidades emocionais que nos ajudam a manter um equilíbrio mental. O ato sexual pode não ser uma necessidade fundamental do ser humano do ponto de vista fisiológico. Mas do ponto de vista psicológico ajuda a manter as bases emocionais em harmonia. Abraham Maslow (o criador da Pirâmide de Maslow) indica que além das necessidades vitais (como água, comida e abrigo) há outras quatro categorias de necessidades psicológicas a serem satisfeitas por cada ser humano: segurança, amor/ conexão emocional, autoestima e autonomia.

As necessidades fisiológicas garantem que permaneçamos vivos. As necessidades psicológicas nos mantêm sãos e felizes. Se essas quatro categorias são ignoradas e não têm suas necessidades satisfeitas uma pessoa pode desenvolver problemas como depressão, neurose, vícios e problemas psicológicos graves. Estudos psiquiátricos sugerem que o isolamento social pode ser mais prejudicial à saúde do que o alcoolismo e o tabagismo.

  1. Sexo melhora os níveis de inteligência

O sexo altera a química cerebral de maneiras diferentes – podendo, inclusive, aumentar a capacidade cerebral. A revista Personality and Social Psychology Bulletin publicou um estudo comprovando um aumento na capacidade analítica de indivíduos que apenas se concentraram e pensaram a respeito de seu encontro sexual mais recente por alguns minutos. Outro estudo comprovou o aumento de células no hipocampo de ratos sexualmente ativos: a região é responsável pela memorização. Uma vez interrompida a frequência sexual, esse número de células retrocedeu.

Pesquisas sobre o orgasmo feminino – realizadas com a ajuda de um aparelho de ressonância magnética – indicaram um aumento na atividade de mais de 30 áreas do cérebro. Um resultado infinitamente mais impactante que o registrado com atividades como Sudoku, palavras cruzadas e jogos que estimulam a memória; capazes de estimular cerca de cinco regiões diferentes, no máximo.

  1. Sexo faz você se sentir mais jovem

Bilhões de dólares são gastos anualmente com medicamentos e procedimentos médicos que garantam uma pele, corpo e mente mais jovens. Um estudo recente publicado na Inglaterra, no entanto, indica que a prática frequente de sexo permite a homens e mulheres manter uma aparência entre 5 e 10 anos mais jovem que sua idade real. Isso acontece porque o sexo libera hormônio do crescimento, disparando uma série de reações químicas no organismo que melhoram a elasticidade e aparência da pele. O sexo também libera estrogênio, um hormônio que afeta positivamente a aparência geral da pele e cabelos.

Dessa forma, se manter jovem não envolve apenas um regime de exercícios físicos e mentais. Sexo também contribui – e muito. Uma aparência jovem garante uma melhor autoestima, autoconfiança, felicidade e entusiasmo porque. Isso significa que fazer mais sexo pode fazer você viver mais – e melhor.

  1. Sexo é exercício

Exercitar-se é fundamental para uma boa saúde física e mental, certo? O sexo pode complementar seu regime de exercícios de maneira muito eficaz: cada seção de sexo permite a queima de 100 calorias para homens e 70 para mulheres, em média. Meia hora de sexo pode eliminar até 200 calorias.

Além disso, os benefícios do exercício físico para a sensação geral de bem-estar são amplamente conhecidos. Melhoram a saúde, o humor, reduzem estresse e aumentam sentimentos de satisfação e energia. Se parte da sua rotina de exercícios inclui bastante sexo, você ainda pode adicionar a essa lista todos os benefícios que discutimos nesse artigo. Então não discuta: chame a pessoa amada para um jantar romântico – e termine a noite com uma bela sessão de sexo.

Faz bem à saúde!